CEIMAS – Centro Internacional de Mandala, Arte e Simbolismo - O CEIMAS é um centro de formação e divulgação do conhecimento da Mandala e da Arte como elementos essenciais para um caminho de realização plena do Ser.

Fundamentos do CEIMAS

Mandala

A palavra sânscrita mandala significa literalmente círculo. Saiba mais

Adotamos a mandala como um caminho criativo de autodescoberta que revela o impulso natural do Ser em direção à autorrealização, para que possamos usufruir de vidas mais plenas e cheias de sentido.

Usamos as mandalas espontâneas como recurso terapêutico, um processo profundo de autoconhecimento; as mandalas geométricas como elemento de meditação ativa e centramento; e as mandalas artísticas como estímulo ao potencial criativo e a um reencantamento do mundo. Para além desses benefícios, trabalhar com as mandalas:

  • Contribui significativamente para o aumento do bem-estar

  • Alivia o estresse e processos de ansiedade

  • Facilita processos de descarga emocional de forma segura e curadora

  • Favorece a conexão imediata com núcleos de força adormecidos

  • Aumenta a capacidade de foco e centramento

  • Estimula a intuição e desenvolve a meditação

“Uma vida que não tem sentido é uma vida que não tem centro”

– Jean Yves Leloup

CEIMAS

Arte

Definir arte não é uma tarefa simples. Não se trata de um conceito único, universal. A definição de arte está diretamente relacionada ao contexto histórico e cultural nos quais estiver inserida.

Adotamos a arte como uma forma de expressão espontânea e natural através de algumas linguagens pertencentes ao Humano desde tempos imemoriais. O estímulo ao potencial criativo, por meio de propostas corporais e plásticas com diversos materiais abre espaço para experimentar e criar novas possibilidades de expressão. — Arte como construção de um caminho de autonomia expressiva.

“É das profundezas de suas raízes no escuro que a árvore busca sua força e seu impulso para galgar as alturas e se manter ereta na luz”

– Jean Yves Leloup

Simbolismo

Simbolismo é um conjunto de símbolos próprios que expressam fatos, ideias, conceitos e crenças do indivíduo ou de um povo.

Atualmente, estamos soterrados por infinitas imagens externas que, em grande parte, são vazias de qualquer benefício para o nosso desenvolvimento como Seres Humanos. Mais ainda, nos afastam cada vez mais de uma conexão saudável com nosso universo interior. Essa separação da vida cotidiana com as camadas mais profundas de cada um de nós gera, cada vez mais, distúrbios físicos, emocionais e psíquicos.

Adotamos o simbolismo como um impulso natural de cura. Com a criação das mandalas ou expressões artísticas diversas, o individuo pode expressar, reconhecer e integrar seus símbolos internos, que revelam não só dores e faltas psíquicas como também talentos, forças e reais motivações. O símbolo restabelece a ponte entre os universos consciente e  inconsciente que nos habitam. Nesse processo, as singularidades se fortalecem. E surge o bem viver. Consigo mesmo e com o mundo.

WhatsApp Dúvidas pelo Whatsapp